Speedrun como releitura da teoria dos videojogos e como construção de grupo

Speedrun as Review of Videogame Theory and Group Building

  • Lis Yana de Lima Martinez Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Ricardo Cortez Lopes Universidade Aberta do Brasil
Palavras-chave: Speedrun, Construção de grupo, Teoria de videojogos

Resumo

Este artigo trata da construção de grupos com base em uma micro-­sociologia. A ideia é analisar elementos de um grupo por meio de valores compartilhados, disputas internas, bode expiatório e ressignificações da cultura. Esse grupo em questão é o que denominamos como speedrunners, que utilizam jogos para evidenciar a habilidade de seus membros por meio do isolamento dos outros elementos que compõem a obra videointerativa. Assim, é ressignificada a teoria videointerativa na medida em que se põe em discussão a intencionalidade dos produtores e se ignora o caminho de imersão proposto por eles.

Biografias Autor

Lis Yana de Lima Martinez, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Lis Yana de Lima Martinez é Doutoranda e Mestre em Estudos de Literatura (linha de pesquisa Teoria, Crítica e Comparatismo) do Programa de Pós-graduação em Letras Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e Especialista em Literatura Contemporânea pelo Centro Universitário UniDomBosco. Sua pesquisa se concentra em estudos sobre Intermedialidade, especialmente nas temáticas de Meia-Realidade, Ficção Interativa, Remidiação, Criação e Adaptação em Literatura, Cinema e Video Games. Também tem publicações nas áreas de literatura fantástica, mitológica e epistolar. Atualmente, é Bolsista CNPQ.

Ricardo Cortez Lopes, Universidade Aberta do Brasil

Ricardo Cortes Lopes é Doutor e Mestre em Sociologia (linha sociedade e conhecimento) no Programa de Pós-graduação em Sociologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Suas pesquisas se focam nas ressignificações dos conceitos da modernidade primeira em representações sociais. Em 2019, lançou os livros “Personagens: entre o literário, o sociológico e o social” (em co-autoria) e “Construindo Contextos”, no qual delineia a sua teoria dos contextos representativos.

Publicado
2021-02-22
Secção
Artigos temáticos